Tirolesa, Teleférico
e Pontes Suspensas

You are here

Para aqueles que gostam de pôr à prova sua adrenalina, a tirolesa ou "canopy", os tour em teleférico e as caminhadas em pontes suspensas representam a melhor opção para viver as mais intensas emoções e ao mesmo tempo explorar de uma maneira sem igual lindos cenários naturais.

Caminho amigo. As pontes suspensas entrelaçam caminhos para que o turista aprecie todo o esplendor do entorno. Facilitam o acesso, com grande segurança.

Em muitos casos, o desenho é um aliado ao dar um bom suporte ao passo do caminhante, bem como em criar uma bela infraestrutura que usa materiais como alumínio, aço galvanizado e concreto.

Caminhos com encanto. Nos arredores do vulcão Arenal, na Fortuna de São Carlos, há tours para observar aves migratórias e da zona; começam às 6:00 hs e demoram 2 horas e meia. Também é possível aprofundar na história natural. Outro lugar para visitar é Monteverde. Em cada circuito varia a longitude e o número de pontes. Os guias especializados são a melhor companhia para conhecer os segredos da flora e fauna.

Regras para não perder-se. Em alguns casos o visitante não deve abandonar os caminhos no percurso, pede-se não usar rádio ou gravadoras e falar em voz baixa para não perturbar os animais. É proibido pular, balançar ou correr nas pontes.

Relaxante opção. É sem dúvida a melhor forma de observar com detalhe os ápices das árvores. No Pacífico a gôndola suspensa por um cabo está em Jacó, em uma propriedade privada com pequenas cascadas e vistas para o mar. O percurso de uma hora abrange 1.800 metros de cabo.

Existe outro que dista a uma hora de São José, em uma reserva privada que está ao lado do Parque Nacional Bráulio Carrillo, sobe pelo bosque chuvoso a diferentes alturas (de 5 a 50 metros) ao longo de 2,6 quilômetros e o tour demora 90 minutos. Geralmente o clima é quente mas é boa ideia levar capa porque pode chover.

Outra opção está em Turrubares, com uma longitude de 620 metros, a uns 80 metros de altura, o trajeto ida e regresso demora 20 minutos. Cada gôndola com capacidade para seis pessoas, com abertura e feche de portas automáticas pela segurança do visitante, e sistema de ventilação tropical. Desde a cabina se observa o rio Grande de Tárcoles e sua abundante população de crocodilos.

Em Monteverde também há teleférico e com o céu limpo se observa o Golfo de Nicoya e o vulcão Arenal.

¡A Voar!

Alturas no bosque. Encravada na Cordilheira Montanhosa de Tilarán, a tirolesa é praticada no Bosque Nebuloso do povoado de Monteverde. O circuito demora duas ou três horas, e a experiência não poderia ser melhor para observar o bosque circundante e mais de 400 espécies de aves.

Também são oferecidos serviços em Cidade Quesada, São Mateus, São Ramón, imediações do rio Pacuare, nas águas termais de Tabacón e no vulcão Poás.

No Vale Central. No município de Turrubares, ao oeste da capital e com um clima seco e úmido, se faz uma veloz tirolesa de um minuto em um cabo de um quilômetro de comprimento, a uma altura máxima de 100 metros e até 90 quilômetros por hora. Os mais aventureiros têm 2.252 metros entre 13 cabos, 21 plataformas, 2 torres e um rappel de 20 metros de altura, tudo por quase duas horas.

Perto do mar, em Bahia de Drake, na calorosa Península de Osa, há tirolesa entre as alturas de um frondoso dossel, com vistas para rios e exuberante vegetação. Na costa pacífica podem visitar praia Herradura. Nada melhor que admirar a natureza desde o ar, suspensos entre os ápices das árvores

Por sua Segurança

  • Pode usar calça comprida ou curta; use sapatos cômodos, protetor solar e repelente de insetos.
  • Busque os serviços de companhias com guias treinados e infraestruturas em bom estado. Algumas têm sistemas nos cabos que permitem aos guias frear pelo cliente, em caso de alguma dificuldade ao chegar às plataformas.
  • Assegure-se de que a empresa que vai contratar conte com guias certificados e seguros em caso de acidentes.
  • Para praticar a tirolesa é possível fazer desde os 6 anos de idade, com um mínimo de peso de 22 quilos ou 50 libras e uma estatura de 1,45 metros. Os adultos não têm limite de idade, mas o peso não pode superar os 135 quilos (300 libras) e os 2,15 metros de estatura.
  • É necessário assinar uma nota de pagamento por parte do operador.


Melhores lugares na Costa Rica para Tirolesa, Teleférico e Pontes Suspensas


No mapa você poderá localizar as zonas turísticas de Costa Rica, em onde pode realizar estas atividades. Se requer mais informações sobre alguma delas, contate a seu agente de viagem ou hotel.

Para aqueles que gostam de pôr à prova sua adrenalina, a tirolesa ou "canopy", os tour em teleférico e as caminhadas em pontes suspensas representam a melhor opção para viver as mais intensas emoções e ao mesmo tempo explorar de uma maneira sem igual lindos cenários naturais.

Pelas Pontes suspensas

Caminho amigo. As pontes suspensas entrelaçam caminhos para que o turista aprecie todo o esplendor do entorno. Facilitam o acesso, com grande segurança.

Em muitos casos, o desenho é um aliado ao dar um bom suporte ao passo do caminhante, bem como em criar uma bela infraestrutura que usa materiais como alumínio, aço galvanizado e concreto.

Caminhos com encanto. Nos arredores do vulcão Arenal, na Fortuna de São Carlos, há tours para observar aves migratórias e da zona; começam às 6:00 hs e demoram 2 horas e meia. Também é possível aprofundar na história natural. Outro lugar para visitar é Monteverde. Em cada circuito varia a longitude e o número de pontes. Os guias especializados são a melhor companhia para conhecer os segredos da flora e fauna.

Regras para não perder-se. Em alguns casos o visitante não deve abandonar os caminhos no percurso, pede-se não usar rádio ou gravadoras e falar em voz baixa para não perturbar os animais. É proibido pular, balançar ou correr nas pontes.

Aprender no teleférico

Relaxante opção. É sem dúvida a melhor forma de observar com detalhe os ápices das árvores. No Pacífico a gôndola suspensa por um cabo está em Jacó, em uma propriedade privada com pequenas cascadas e vistas para o mar. O percurso de uma hora abrange 1.800 metros de cabo.

Existe outro que dista a uma hora de São José, em uma reserva privada que está ao lado do Parque Nacional Bráulio Carrillo, sobe pelo bosque chuvoso a diferentes alturas (de 5 a 50 metros) ao longo de 2,6 quilômetros e o tour demora 90 minutos. Geralmente o clima é quente mas é boa ideia levar capa porque pode chover.

Outra opção está em Turrubares, com uma longitude de 620 metros, a uns 80 metros de altura, o trajeto ida e regresso demora 20 minutos. Cada gôndola com capacidade para seis pessoas, com abertura e feche de portas automáticas pela segurança do visitante, e sistema de ventilação tropical. Desde a cabina se observa o rio Grande de Tárcoles e sua abundante população de crocodilos.

Em Monteverde também há teleférico e com o céu limpo se observa o Golfo de Nicoya e o vulcão Arenal.

¡A Voar!

Alturas no bosque. Encravada na Cordilheira Montanhosa de Tilarán, a tirolesa é praticada no Bosque Nebuloso do povoado de Monteverde. O circuito demora duas ou três horas, e a experiência não poderia ser melhor para observar o bosque circundante e mais de 400 espécies de aves.

Também são oferecidos serviços em Cidade Quesada, São Mateus, São Ramón, imediações do rio Pacuare, nas águas termais de Tabacón e no vulcão Poás.

No Vale Central. No município de Turrubares, ao oeste da capital e com um clima seco e úmido, se faz uma veloz tirolesa de um minuto em um cabo de um quilômetro de comprimento, a uma altura máxima de 100 metros e até 90 quilômetros por hora. Os mais aventureiros têm 2.252 metros entre 13 cabos, 21 plataformas, 2 torres e um rappel de 20 metros de altura, tudo por quase duas horas.

Perto do mar, em Bahia de Drake, na calorosa Península de Osa, há tirolesa entre as alturas de um frondoso dossel, com vistas para rios e exuberante vegetação. Na costa pacífica podem visitar praia Herradura. Nada melhor que admirar a natureza desde o ar, suspensos entre os ápices das árvores

Por sua Segurança

  • Pode usar calça comprida ou curta; use sapatos cômodos, protetor solar e repelente de insetos.
  • Busque os serviços de companhias com guias treinados e infraestruturas em bom estado. Algumas têm sistemas nos cabos que permitem aos guias frear pelo cliente, em caso de alguma dificuldade ao chegar às plataformas.
  • Assegure-se de que a empresa que vai contratar conte com guias certificados e seguros em caso de acidentes.
  • Para praticar a tirolesa é possível fazer desde os 6 anos de idade, com um mínimo de peso de 22 quilos ou 50 libras e uma estatura de 1,45 metros. Os adultos não têm limite de idade, mas o peso não pode superar os 135 quilos (300 libras) e os 2,15 metros de estatura.
  • É necessário assinar uma nota de pagamento por parte do operador.

Planejando Sua Viagem Costa Rica

Logo